Quem matou Jesus Cristo?

Quem matou Jesus?
A história regular trás o conhecimento para leigos, teólogos e doutores que os soldados romanos, por ordem do governador Pôncio Pilatos: prendeu, torturou, escarneceu e executou nosso Senhor. Porém fazendo uma investigação mais minuciosa, como policial que sou, cheguei, com ajuda do Espírito Santo, a seguinte conclusão:

Em primeiro lugar vamos conhecer alguns personagens da passagem bíblica Lc Cap 23 versículos 1-25: Ap 21.8
1. A multidão v1
2. Pilatos v3
3. Os principais dos sacerdotes v4
4. Herodes v8
5. Os Escribas v10
6. A mulher de Pilatos Mt 27.19

Dia 26 de fevereiro de 2004, fui convidado para pregar a palavra de Deus, e já estava em meu coração explanar a maneira pela qual alguns humanos assumem certos comportamentos, a partir de influencias de terceiros. E analisei as profecias onde fala que Jesus seria o cordeiro de Deus para ser sacrificado e salvar a humanidade. Como sabemos, a palavra de Deus tem que se cumprir. Não podia ser interrompido este ato. Porém em Levítico cap 16 nos mostra a maneira que os próprios judeus sacrificavam animais para obter perdão dos pecados do povo: De maneira criteriosa e até respeitosa com tal o animal a ser sacrificado. Você já pensou para pensar por qual motivo mudaram o tratamento com cordeiro chamado Jesus, maltratando-o e desprezando-o? Além disso ficou destacada a covardia de todos os personagens já citados, incluindo altas autoridades.

Bem que poderiam determinar a execução sumariamente,já que se tratava de um homem, aparentemente insignificante, portanto não tinham nenhuma razão para aquele receio. Mas juntou a covardia de cada um, e foi dando coragem aos que não tinham, acabando por se transformarem em sádicos, pervertidos, mentirosos, corruptos e corrompidos gigantes da maldade. Também foi colocado ao lado de ladrões comuns e a sentença foi a mais vergonhosa, a crucificação.

Analisando agora o motivo pelo qual fizeram tudo isso não encontramos outra explicação a não ser: a)coragem infernal dada aos covardes para realizarem obras do mal. Percebam que o homem inspirado por forças maléficas, torna-se poderoso, pena que não percebam que estão sendo usados por estas próprias forças propulsoras de auto destruição. Satanás irá ganhar a batalha na vida das pessoas que emprestam o corpo para ele, lembrem do exemplo de Judas. Satanás apossou-se dele e depois que percebeu a besteira que fizera, enforcou-se.

Os Covardes e seus motivos

? A multidão: porque precisou de muitos para agir contra apenas um;
? Pilatos: por ser o governador absoluto de Jerusalém;
? Os principais dos sacerdotes/fariseus: tinham autoridade eclesiástica sobre todos os que queriam a morte de Jesus, um inocente;
? Herodes: que já havia sido covarde antes, com o homicídio de João Batista, que também foi por força de influencia, queria um espetáculo e demonstração de poder, que o preso transformasse água em vinho. Não conseguindo seu intento, escarneceu, mas não teve coragem de repetir o que fez com o Batista;

? A mulher de Pilatos que teve uma prova sobrenatural através do sonho que a perturbou e a fez temer. Apenas citou sua perturbação e não uma intercedeu com veemência por Jesus Cristo;

? E finalmente no cap 23.25 todos os covardes juntos já fortalecidos pela soma das fraquezas de cada um, culminando no julgamento e execução do Rei dos reis. Não devemos esquecer na volta da amizade de Pilatos e Herodes, que estavam brigados v12.

Conclusão: Na noite em que preguei esta mensagem trouxe à realidade de ser um covarde em diversos momentos de nossa vida, seja negando o nome do Senhor Jesus, dando mal testemunho ou esquecendo dos seus estatutos.
Quando fazemos a vontade de Deus, por mais necessitado que alguém esteja: de um emprego, cura de enfermidade, dinheiro ou paz.

Quando buscamos o nome de Jesus com toda nossa força para nos libertar de qualquer covardia que temos em nós, Ele cumpre todas as coisas que prometeu, principalmente a vida eterna. Todos os verdadeiros cristãos pregando sua palavra nunca será um covarde e terão suas necessidades supridas em glórias por Cristo Jesus!

Não caçador de cristãos infiéis, mas pelos frutos de muitos, com atos diferente daqueles que o Senhor Jesus ensinou, nos mostra que uma boa parte dos cristãos se enquadram no time dos medrosos (covardes).
Alguns meses depois de ter meditado na pessoa de Jesus desta maneira, surgiu o filme de Mel Gibson, com toda sua polêmica e discrepância dos evangelhos, para espantar muitos evangélicos apáticos ao texto original da Bíblia e entrar nessa discursão interminável de quem matou Jesus. E multidões estão afirmando que foi mostrado pela primeira vez, a verdadeira história da paixão de Cristo.

Vão aí algumas observações sobre mais covardias com o sagrado e distorções nestas:

1. Teológica: já que a mídia diz que o filme foi baseado fielmente nos evangelhos, eu nunca notei a figura de Satanás passeando por toda a via Sacra, inclusive com um bebê no colo;

2. Jurídica: as nossa leis atuais tem por base a lei romana, e como é de conhecimento, ninguém pode ser condenado pelo mesmo crime duas vezes. Ele foi barbaramente açoitado em uma sentença e depois foi crucificado morto
3. Lógico: no filme o ultra exagerado castigo e conseqüente sangramento, daria hemorragia pelos três a quatro litros de sangue, estado de choque, não agüentaria carregar a cruz pesada até o calvário (lembrem-se que Jesus também era 100% humano)
Voltando para importante pergunta. Quem matou Jesus?

5 comentários:

Paulo Sempre disse...

"Jurídica: as nossa leis atuais tem por base a lei romana, e como é de conhecimento, ninguém pode ser condenado pelo mesmo crime duas vezes. Ele foi barbaramente açoitado em uma sentença e depois foi crucificado morto."

Em Portugal também esta consagrado o princípio "non bis in idem" (garante ao cidadão o direito de não ser julgado mais do que uma vez pelo mesmo crime).
Os relatos do próprio julgamento de Jesus, tal como hoje, em muitos julgamentos mediáticos, podem não ser mais do que aquilo que a história desejava que fossem e não aquilo que efectiva e objectivamente aconteceu.
A infalibilidade das escrituras e do Papa há muito que foi posta em causa. Quê não lembra Galileu?
A Teologia é uma tentativa de racionalizar o sagrado que, por definição, é misterioso e que, portanto, participa do irracional.
O Deus bíblico prescreveu em certas épocas «decretos eternos». que Ele próprio aboliu nas gerações seguintes. Ele revelou-se por partes, aos poucos, e não duma vez "por todas, corroborando o princípio da imperfeição da religião formal. Os desígnios de Deus são insondáveis, ninguém pode garantir com a total certeza o modo como lhe ser mais propício; quanto mais "santo" é um crente mais ele labora com vista à salvação, maior é o seu medo de ser «perder»...
Abraço
Paulo
Portugal

luna disse...

Pastor Zico, eu dei uma passada por cima do texto, posso estar errado no que eu vou dizer, não sei se o seu objetivo era esse, mas quanto a saber quem matou Jesus, essa mesma pergunta foi feita por John Stott em seu livro, A Cruz de Cristo, e a conclusão que ele chegou foi que nem a população, nem Pilatos, nem os soldados, nem Deus, matou Jesus, mas ele se ofereceu espontaneamente opr nós....vale a pena ler! Abraços

Elias Codinhoto disse...

Também abordei o tema em meu blog:
http://eliascodinhoto.blogspot.com/2011/05/quem-matou-jesus.html

Gerson lopes dos santos disse...

Infelismente, as pessoas ainda se esquecem do sacrificio de Cristo na cruz.No antigo testamento, ao imolar o cordeiro, o executor era somente um, o Sacerdote. mas todo o povo recebia o beneficio( a expiaçao dos pecados),logo se diz quem matou Jesus.posso afirmar sem medo de errar, fui eu, voce e tantos mais. Ele morreu pelos nossos pecados, logo a culpa cai em cima de toda a humanidade.Nao podemos isolar pessoas e simplesmente classifica-las como culpadas, pois no caso do sacerdote no antigo testamento o sacerdote cometia o crime ao imolar o cordeiro.E ai fica uma pergunta,era somente o sacerdote que recbia o benefio ao imolar o cordeiro? logico que nao. Fica bem logico que todos nos somos culpados.

Gerson lopes dos santos disse...

Infelismente, as pessoas ainda se esquecem do sacrificio de Cristo na cruz.No antigo testamento, ao imolar o cordeiro, o executor era somente um, o Sacerdote. mas todo o povo recebia o beneficio( a expiaçao dos pecados),logo se diz quem matou Jesus.posso afirmar sem medo de errar, fui eu, voce e tantos mais. Ele morreu pelos nossos pecados, logo a culpa cai em cima de toda a humanidade.Nao podemos isolar pessoas e simplesmente classifica-las como culpadas, pois no caso do sacerdote no antigo testamento o sacerdote cometia o crime ao imolar o cordeiro.E ai fica uma pergunta,era somente o sacerdote que recbia o benefio ao imolar o cordeiro? logico que nao. Fica bem logico que todos nos somos culpados.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...